domingo, 13 de dezembro de 2009

Mudança

A vida muda aos poucos e nem sei onde estou agora
Mudando de um lado para o outro sem medo de chegar nalgum lugar
Caminhando por vilas desertas em meio a sinos surdos
Mudança para o nada ou para o tudo
Mundo desconhecido
Com lembranças mortas de um passado triste
Mudança para outro modo de vê a vida
Vida que não passa de um simples nada
Mudança para a tribo dos sonhos de outrora
Que ferve no fogo eterno de uma vida presa
Presa no medo de perder-se ao meio de vilas desertas
E em meio ao som dos sinos surdos da tribo dos sonhos.
Mudança para além de mim mesmo
Em busca de um mundo perdido e de sonhos refeitos.

Um comentário:

  1. A DISTANCIA ENTRE O SONHO E A REALIDADE É A INTENSIDADE DA BUSCA!

    ResponderExcluir

Blog do LÉO SARMENTO

Termos de uso



Caso queira publicar algum dos meus artigos em outros sites ou blogs, favor dar os devidos créditos a mim e colocar o endereço deste blog.



Não sou responsável pelos conteúdos de comentários dos visitantes aqui no blog. O blog poderá possuir textos, fotos, artigos e matérias onde o autor seja desconhecido. Devido a sua utilidade, porém sem publicação do autor no material. Neste caso os direitos autorais estão indefinidos, e não pertencem ao blog. Se você comprovar ser o autor de fotos e/ou textos que foram publicados no blog, sem a indicação do seu nome, entre em contato e solicite a inclusão da autoria ou a exclusão da material. Vou com muito prazer deixar os créditos a você, com direito ao seu link para e-mail ou site, caso queira. De maneira em geral, não irei indicar as referências para sites que divulgam textos de outros sem passar os créditos a estes.



Publicidade. O Blog pode exibir anúncios e propagandas em suas páginas. Não me responsabilizo pelas informações contidas nas propagandas. Você clica numa propaganda por sua total responsabilidade. “Os usuários que utilizam o site, tem total conhecimento e aceitam os termos referidos acima.”



Todos os direitos dos textos são de propriedade de Leonilton Sarmento Batista (Léo Sarmento)